Higiene

Causas de períodos intensos com coágulos sanguíneos em mulheres e adolescentes

Pin
Send
Share
Send
Send


Normalmente, durante todo o período de hemorragia menstrual, uma mulher deve ter 150-160 ml de sangue. O excesso deste volume ginecologistas chamam hypermenorrhea ou menorragiya. Segundo as estatísticas, cerca de 35% das mulheres sofrem com abundantes coágulos sanguíneos mensais, mas este é apenas um número fixo de pacientes.

Nem todo mundo pede ajuda a um médico, então, na realidade, há muito mais. Além do excesso de volume de sangramento, a hipermenorreia também é caracterizada por outros efeitos colaterais:

  1. Dor durante a menstruação. Estas são principalmente sensações de puxar e cólicas no abdome inferior. Eles estão relacionados com o fato de que uma camada endometrial muito espessa exfolia as paredes do útero. Como resultado, a superfície da ferida é bastante extensa.
  2. Fraqueza, em alguns casos, incapacidade. O sintoma é uma consequência da anemia, que ocorre durante um período de menstruação intensa.
    Vertigem que ocorre quando muda abruptamente a posição do corpo, girando ou flexionando. Com uma perda de sangue particularmente grave, a tontura pode ser sentida mesmo quando está deitada.
  3. Sensação de pesopressão na pélvis. Surge devido ao aumento do fluxo sanguíneo para o útero. Os sentimentos se intensificam quando uma mulher permanece por um longo tempo sem movimento e desaparece se ela se deitar.

Causas da hipermenorreia

Para descobrir por que há períodos pesados, você precisa realizar um levantamento do sistema endócrino e dos órgãos do sistema reprodutivo. Normalmente, vários fatores contribuem para o surgimento da hipermenorreia:

Hiperplasia endometrial - crescimento excessivo da camada mucosa interna do útero com uma espessura de até 20 mm. Além disso, o endométrio patologicamente modificado pode ser observado em toda a superfície da membrana mucosa e em suas áreas individuais (conseqüências polipóides).

Pólipo cervical - Um tumor vermelho vivo com uma estrutura porosa. Ocorre na superfície do canal cervical. Durante a menstruação, o pólipo aumenta levemente devido ao aumento do fluxo sanguíneo para a pelve.

Mioma uterino - tumor benigno do miométrio (camada muscular). A hipermenorreia é característica principalmente dos miomas submucosos, uma vez que são lesados ​​toda vez que o endométrio é esfoliado do útero.

Dispositivo intra-uterino - envolve a implantação de um pequeno dispositivo de cobre na parede do útero. Um dos efeitos colaterais deste contraceptivo é o aparecimento de menstruação pesada.

Falha hormonal - hemorragia grave pode ser causada por falta ou excesso de qualquer hormona no corpo da mulher. Muitas vezes, a menorragia aparece no contexto de contraceptivos orais.

Períodos abundantes com coágulos

Menstruação abundante causada pelo dispositivo intra-uterino ou insuficiência hormonal, são sangramento com uma consistência uniforme. Mas algumas mulheres têm períodos copiosos com coágulos sanguíneos e muco, cuja causa é a rejeição do endométrio, que tem uma espessura de mais de 16 mm.

A camada mucosa, separada das paredes do útero, acumula-se e forma-se sob a forma de grumos de tamanhos diferentes (até 25 mm). Esta condição não é perigosa, portanto, o tratamento não é realizado. Os coágulos também podem se formar quando a temperatura aumenta.

Mas neste caso, eles são apenas sangue coagulado, não endométrio. Eles são pequenos em tamanho e não se tornam um fenômeno permanente em todas as menstruações pesadas.

Se os coágulos excederem o tamanho de 25 mm de diâmetro, este é um motivo para ser alertado e consultar um médico. Muitas vezes, esse sintoma indica a presença de endometriose, que deve ser tratada, especialmente se a gravidez for planejada no futuro.

Os grandes coágulos podem bloquear a saída de muco e sangue do canal cervical - isso é repleto de processos inflamatórios na cavidade uterina.

Períodos abundantes após o parto

Depois de parar a liberação de lohii, o sistema reprodutivo feminino começa a funcionar da mesma maneira que funcionava antes do nascimento da criança. A maturação do folículo dominante ocorre, ovulação e menstruação subsequente.

Em alguns casos, as mulheres relatam o aparecimento de períodos muito pesados ​​após o parto.

As razões para essa condição podem ser as seguintes:

  1. O útero não pôde encolher ao seu tamanho anterior. Isto é preocupante com o fato de que em sua cavidade durante a menstruação o sangue estagna e endométrio esfoliado, o que provoca uma grande perda de sangue.
  2. O útero ou colo do útero durante o parto foi gravemente ferido. Portanto, cada vez que a camada mucosa é rejeitada sob a influência de hormônios, o local da lesão começa a sangrar novamente.
  3. Ectopia cervical complicada. Patologia é formada durante o parto devido ao deslocamento do epitélio cilíndrico do canal cervical. Normalmente, a ectopia tem um curso assintomático, mas se for sobrecarregada por um processo inflamatório, provoca uma menstruação intensa.
  4. Inflamação infecciosa do útero e anexos. Bactérias patogênicas podem ser introduzidas durante o trabalho de parto. Eles não só causam sangramento menstrual severo, mas também provocam a aparência de aderências. A infecção também pode ser a causa de secreções brancas pesadas antes da menstruação.

O aparecimento de hipermenorreia no período pós-parto é sempre um motivo para consultar um médico.

Neste caso, é muito perigoso usar remédios populares para reduzir a perda de sangue, porque você precisa descobrir a causa da descarga pesada.

A automedicação pode eliminar os sintomas de doenças pós-parto perigosas, mas não cura essas doenças, cujo curso pode se tornar latente.

Descarga abundante após a menstruação atrasada.

Atraso de menstruação pode ocorrer devido a falha hormonal. No entanto, o mensal depois deve ir em um valor normal. Corrimento escasso indicará endométrio muito fino e baixos níveis de estrogênio no sangue.

Mas períodos pesados ​​após um atraso podem ser um sintoma de uma doença mais perigosa, a hiperplasia endometrial.

Essa condição patológica da camada mucosa interna do útero deve ser detectada no tempo e iniciada a cicatrização. Caso contrário, a hiperplasia pode degenerar em um tumor maligno.

O que fazer com períodos intensos com coágulos sanguíneos?

Existem maneiras de drogas e pessoas para reduzir o sangramento. Se a menorragia for um caso único, e todas as outras menstruações tiverem uma quantidade normal de descarga, você poderá reduzir a perda de sangue por conta própria.

Antes de iniciar o tratamento, certifique-se de que você não tem uma tendência à trombose, porque, neste caso, qualquer medicamento hemostático para interromper períodos intensos deve ser tomado com cautela.

Terapia medicamentosa

  • Tranexam - disponível sob a forma de comprimidos e sob a forma de uma solução para administração intravenosa (perfusão por gotejamento e por jato). Além disso, conta-gotas prescritos em casos em que a perda de sangue ameaça a vida do paciente.
  • Dicynon - disponível em comprimidos e ampolas para administração intramuscular e intravenosa. Aumenta a estabilidade dos capilares. Se injetado diretamente no sangue, o efeito da droga começa após 10 minutos.
  • Vikasol - existe sob a forma de comprimidos e sob a forma de uma solução para administração intramuscular. Reduz a perda de sangue dentro de 5 dias após o início do uso do medicamento.

Existem outros medicamentos para parar o sangramento uterino: Tugina, Cloreto de Cálcio, Ácido Epsilon-aminocapróico.

Mas eles são destinados apenas para administração intravenosa e são usados ​​no hospital, principalmente para parar o sangramento imediatamente após a curetagem diagnóstica ou nos casos em que os primeiros períodos menstruais após a curetagem são muito abundantes e a mulher é forçada a ir ao hospital sob a supervisão de médicos.

O uso de ervas medicinais

  • Morango silvestre - Uma colher de sopa de folhas de morango esmagadas despeje 1,5 xícaras de água fervente e insista 5-6 horas. Tome 1 colher de sopa 1 vez por dia desde o início da menstruação.
  • Provocação - 2 colheres de sopa de folhas frescas (ou 1 saco de seco, comprado em uma farmácia), despeje um copo de água quente. Água fervente, neste caso, não pode ser usado, porque caso contrário, urtiga vai perder substâncias que aumentam a hemoglobina. A infusão resultante para beber durante o dia em pequenas porções.
  • Cavalinha - Uma colher de chá de matérias-primas esmagadas despeje duas xícaras de água fervente. Beba a cada 2-3 horas em uma colher de sopa até que o sangramento menstrual se torne menos abundante.

O que não fazer com períodos pesados

  1. Evite lavar na banheira ou no banho quente. Qualquer aumento na temperatura corporal durante o período de fortes períodos afeta negativamente a condição da mulher: a perda de sangue não só aumenta, como também se torna dolorosa.
  2. Com a hipermenorreia, deve-se evitar esportes ativos, e não apenas durante a menstruação em si, mas também alguns dias antes, bem como 2-3 dias após sua conclusão.
  3. Poucos dias antes do início da menstruação, é necessário cancelar o uso de medicamentos para afinar o sangue.

Você pode parar períodos copiosos em casa. Mas se a hemorragia grave se repetir durante vários ciclos, então não se deve automedicar. Você precisa consultar um ginecologista para determinar as causas da hipermenorreia e a indicação de um regime de tratamento

Quando a abundância de secreções é considerada normal

A menstruação é caracterizada por uma coagulação do sangue muito baixa, por isso deve sair sem coágulos. E ainda em alguns casos eles podem se formar. Mas tal estado nem sempre é uma patologia.

Estando na fase menstrual, o sangue muda de cor. Assim, nos primeiros dias, ele fica mais claro e escurece. No final do período, pode até tornar-se castanho escuro.

Um sinal de patologia também não é considerado como a formação de coágulos sanguíneos de um ano e meio a quatro centímetros de comprimento. Esta condição é devida à atividade não constante de enzimas responsáveis ​​pela coagulação. Ou seja, eles podem não cobrir todo o volume de sangue que o corpo libera. Então o sangue é exibido na forma de pequenas protuberâncias.

Desequilíbrio hormonal em adolescentes

Cada organismo é individual, portanto, o ciclo menstrual em mulheres também não pode ser ajustado a um esquema geral. Por exemplo, algumas mulheres menstruam normalmente e não duram mais do que três dias, enquanto outras têm dores características e os períodos menstruais duram até seis ou até sete dias.

Em qualquer caso, em caso de irregularidades no ciclo menstrual, é necessário consultar um médico, especialmente se os problemas se manifestam na adolescência.

Muitas adolescentes estão interessadas na questão de por que há períodos pesados. As causas podem ser muito diferentes, mas o mais comum é o desequilíbrio hormonal. Muitas vezes as meninas enfrentam um problema semelhante, especialmente durante a primeira menstruação.

Durante este período, o ciclo ainda não foi estabelecido, portanto saltos hormonais são possíveis neste contexto. A interrupção do funcionamento do sistema hormonal também pode ser causada pela ingestão de vários contraceptivos e outros medicamentos hormonais.

Alterações hormonais durante a menopausa

Fundo hormonal sofre algumas mudanças na idade avançada, por exemplo, durante a menopausa. Esse processo é natural, então mudanças na função menstrual são bastante lógicas, porque estão chegando ao fim. Durante esse período, as mulheres, além da inconstância da menstruação, também podem experimentar uma natureza diferente da alta. Por exemplo, o sangue sai com coágulos.

Nesses casos, o sistema hormonal coordena a duração da menstruação, sua profusão e frequência. Ao mesmo tempo, se a menstruação durar até duas semanas, isso pode indicar uma patologia.

A razão para a descarga abundante durante a menopausa é considerada

. No entanto, às vezes, o sangramento não está relacionado à menstruação, mas é um sinal pronunciado de outros distúrbios.

É possível diagnosticar metrorragia doando sangue para análise. Nesses casos, os níveis de progesterona aumentam. Para consultar um médico em uma situação semelhante é necessário, uma vez que a descarga forte antes da menopausa também pode indicar a ruptura das paredes dos vasos sanguíneos. Inicialmente, o médico realiza um exame ginecológico padrão e, em seguida, atribui vários estudos no laboratório.

O fato de a menopausa ter chegado é evidenciado pela ausência de menstruação ao longo do ano. Se o sangramento continuar, esse sintoma não é uma menstruação.

Outras causas de coágulos mensais

Não se esqueça de que há períodos copiosos com coágulos sanguíneos, cujas causas estão escondidas em outros fatores. Então, eles podem indicar fibromioma. Este conceito refere-se a um tumor benigno do útero. O tumor é extremamente raro no período antes da puberdade, bem como com o início da menopausa. Ao mesmo tempo, é necessário revelar a formação o mais cedo possível, uma vez que o desenvolvimento reverso do tumor é observado durante a menopausa.

Especialistas dizem que a causa exata da doença não foi estabelecida até hoje. Entre os principais sintomas da doença são:

  • dor constante durante a menstruação,
  • dor pélvica severa
  • longos períodos, procedendo extremamente difícil,
  • muita menstruação.

Com fibromioma, a dor pode ocorrer durante a intimidade íntima. Por causa da pressão do tumor no sistema urinário, bem como nas terminações nervosas que levam às extremidades e à região pélvica, a dor ocorre durante o movimento, micção.

O sintoma mais comum associado à formação de um tumor é a menstruação incomum e prolongada, que pode levar à anemia (diminuição permanente do número de hemácias).

By the way, a maioria das mulheres pode não saber sobre este tumor benigno. Vivenciando os sintomas do paciente em apenas dez a vinte por cento dos casos. Depende do tamanho do tumor, sua localização e o número de nós fibromatosos.

Como regra geral, o diagnóstico da doença é realizado durante um exame ginecológico de rotina. Portanto, é necessário ir ao médico regularmente, pois o tumor pode causar muito desconforto. O diagnóstico é confirmado por ultrassonografia e, em alguns casos, é necessária a ultrassonografia transvaginal.

Outra razão pela qual há períodos muito pesados ​​é a adenomiose. Esta doença é uma consequência do desenvolvimento anormal do endométrio. É por isso que a menstruação pode causar tanto desconforto às mulheres. Em primeiro lugar, é uma dor frequente, bem como uma descarga forte, frequentemente acompanhada de grandes coágulos sanguíneos.

Além disso, em tais circunstâncias, o ciclo menstrual não é regular. Sangramento pode ocorrer em qualquer trecho. Portanto, essa descarga característica de uma mulher às vezes é confundida com o início de uma nova menstruação.

A propósito, nos estágios iniciais, a adenomiose não é um obstáculo para a concepção, e a irregularidade do ciclo torna impossível traçar dias favoráveis ​​ou indesejáveis ​​para a concepção. Portanto, a gravidez é bastante provável. Em qualquer caso, a mulher deve estar especialmente atenta, pois o desenvolvimento do feto em qualquer doença pode ser acompanhado por dificuldades.

Não é apenas a regularidade do ciclo que muda, mas também a natureza da menstruação. Volumes mensais são grandemente aumentados, o que provoca um aumento no nível de estrogênio no corpo. O endométrio é rapidamente engrossado devido ao fato de que os hormônios contribuem para sua rápida disseminação.

Para menstruação é característica daub. Essa descarga pode durar vários dias. Este é o resultado de um distúrbio do sistema hormonal. Então todas as substâncias corporais necessárias são produzidas em pequenas quantidades. No entanto, períodos escassos são característicos da doença apenas em seus estágios iniciais (e isso é extremamente raro). A doença é caracterizada por secreções abundantes, acompanhadas por coágulos.

Um diagnóstico exato só pode médico. Um grande papel no diagnóstico é a história. Uma ultra-sonografia dos órgãos pélvicos, ressonância magnética, raios-x e uma série de outros procedimentos necessários são realizados.

Outras causas incluem aborto espontâneo, pílulas anticoncepcionais orais, dispositivo intra-uterino, gravidez ectópica. Períodos dolorosos abundantes muitas vezes aparecem no fundo de doenças da bexiga, reto, trompas de falópio, ovários.

Peculiaridades da alta após intervenções

Causas de períodos pesados ​​com coágulos também podem ser o resultado de procedimentos previamente realizados, como, por exemplo, raspagem ou cauterização da erosão.

O ciclo menstrual após a raspagem pode ocorrer com algumas alterações. O sangramento não menstrual pode aparecer imediatamente após o procedimento de curetagem.

Em geral, com limpeza segura e de alta qualidade, o ciclo deve retornar ao normal muito rapidamente. O médico é obrigado a realizar uma consulta, avisar as conseqüências e escrever medicamentos prescritos, se necessário.

A menstruação abundante ocorre se, após o procedimento, algumas partículas do feto permanecerem no útero. Neste caso, a mulher deve consultar imediatamente um médico. В первую очередь ей предстоит пройти стандартный гинекологический осмотр, затем процедуру УЗИ, а также сдать кровь на определение уровня и наличия гормонов в организме.O especialista indicará se outro procedimento de limpeza é necessário. Um mês - e o ciclo deve ser restaurado.

Os ginecologistas recomendam monitorar de perto sua condição. Em particular, se um pique de cor escura é característico de secreções, então você precisa consultar um especialista novamente. Tais fenômenos podem indicar a presença de doenças infecciosas.

Um procedimento recente de cauterização da erosão do útero também provoca forte menstruação. Na maioria dos casos, a descarga forte aparece imediatamente no primeiro mês após a cauterização e não se repete. Isso é considerado normal. No entanto, se durante o procedimento os movimentos descuidados dos instrumentos forem permitidos ou a mulher subseqüentemente levantar pesos, você deve consultar um especialista.

Conclusão

A menstruação pode ser diferente para cada mulher. Um coágulo ou dois com descarga pesada não é uma patologia. Ao mesmo tempo, você deve visitar constantemente o médico, mesmo como medida preventiva. Isso permitirá a prevenção oportuna e, no caso de uma doença, conduzir um tratamento oportuno.

Pin
Send
Share
Send
Send