Higiene

Quando e quanto a menstruação vai após um aborto espontâneo?

Pin
Send
Share
Send
Send


Menstruação é um estágio na vida de toda mulher, que geralmente dura vários dias durante cada mês. O sangramento ocorre a partir do trato genital feminino e é causado pela descamação e remoção de um fragmento da membrana mucosa da cavidade endometrial. Isso ocorre como resultado da falta de fertilização do ovo.

Acredita-se também que a primeira menstruação indica que a menina se transforma em uma mulher real. O início da menstruação na prática significa que a mulher também adquire a capacidade de conceber filhos.

Durante a gravidez, o ciclo menstrual termina e é restaurado imediatamente após o nascimento do bebê. Mas para algumas mulheres, a gravidez é interrompida e a menstruação após o aborto espontâneo não aparece imediatamente.

Quando um ciclo se recupera de um aborto espontâneo?

As mulheres cuja gravidez foi interrompida são frequentemente questionadas: “Depois de quantos períodos menstruais após um aborto começar?”. Imediatamente, assim que o endométrio foi rejeitado, a mulher apresentou sangramento excessivo da vagina, e a limpeza ou raspagem também foi acompanhada de sangramento. Mensalmente começar exatamente um mês ou 25-36 dias, e o tempo de aborto é considerado o primeiro dia do ciclo menstrual.

No entanto, uma mulher deve estar preparada para o fato de que a primeira menstruação após um aborto pode ter sido diferente do que era antes. A intensidade da descarga depende da qualidade da limpeza vaginal. Enquanto raspagem deve ser realizada sem falhas. A duração do período de menstruação também varia.

Dor durante a menstruação após o aborto espontâneo

Muitas mulheres se queixam de dor que acompanha a primeira menstruação após um aborto espontâneo. Deve ser lembrado que as mudanças que ocorrem no corpo de uma jovem incluem não apenas mudanças nos genitais. Através das mudanças passa todo o corpo de uma mulher, em particular, alterando o equilíbrio hormonal, que é responsável pela saúde e humor durante todos os dias da menstruação.

Do ponto de vista médico, a menstruação dolorosa após um aborto é de cerca de 60% das mulheres (especialmente durante os primeiros dias do ciclo). Em alguns casos, a dor é tão grave que pode levar à perda de consciência, desmaios.

Infelizmente, ela não cobre apenas o abdômen inferior, mas, em particular, é sentida na região do sacro. Algumas mulheres se queixam de dores fortes na cabeça e no peito durante os primeiros dias do ciclo menstrual. Caprichismo, irritabilidade, náusea, vômito, diarréia - estes são apenas alguns dos sintomas da dor durante a menstruação após um aborto espontâneo.

Causas da menstruação dolorosa

Os primeiros períodos após um aborto são quase sempre acompanhados de dor. Mas o que explica a dor durante a menstruação um ano após a perda de um filho? Claro, se houve dor antes da gravidez, eles podem permanecer após um aborto espontâneo. Afinal, o principal motivo é a intensa contração dos músculos do útero durante os primeiros dias da menstruação. A maioria dos médicos apóia a teoria: se houver períodos dolorosos, na maioria das vezes eles desaparecem após o nascimento do primeiro filho. Se o médico realizou uma curetagem de alta qualidade após um aborto, a dor também deve parar.

Mas há outras razões que causam dor depois de alguns meses após o aborto espontâneo. As causas da menstruação dolorosa também podem ser de várias origens, por exemplo, doenças ginecológicas, que aparecem devido a distúrbios hormonais como resultado de um aborto espontâneo.

As causas mais comuns de dor durante a menstruação incluem:

  • cistos nos ovários,
  • mioma
  • pólipos
  • endometriose,
  • processos inflamatórios.

Portanto, é necessário ser examinado regularmente por um médico. Isto é especialmente verdadeiro para as mulheres que têm um aborto ou aborto espontâneo.

Sinais e sintomas que precedem a menstruação

A menstruação após o aborto pode ser intensa. De fato, no útero restavam partículas de líquido amniótico. Muitas vezes, as mulheres durante a menstruação aparecem sintomas característicos de processos infecciosos: dor, fraqueza, febre alta. As secreções abundantes são aquelas em que uma mulher precisa trocar a gaxeta mais de uma vez a cada 3 horas durante os primeiros dias da menstruação.

Quantos dias passam mensalmente após um aborto também depende se a raspagem foi realizada. Eles geralmente duram de 5 a 10 dias.

Precursores da menstruação após um aborto espontâneo - isto é mais frequente:

  • dores de várias origens durante o ciclo - no peito, abdome inferior, coluna vertebral, parte inferior das costas,
  • disfunções da cabeça, dor intensa, tontura, falta de concentração,
  • distúrbios do sono durante os primeiros dias da menstruação,
  • dor de estômago (prisão de ventre ou diarreia),
  • vômito
  • dificuldade de concentração, irritabilidade,
  • alternando ataques de frio e calor.

Sinais de menstruação podem aparecer até uma semana antes de sua ocorrência real. Na maioria dos casos, a dor aumenta para os primeiros dias da menstruação.

Como facilitar o fluxo da menstruação?

Cada uma das mulheres que tiveram dor durante a menstruação depois de sofrer um aborto espontâneo, pode lidar independentemente com este problema. A prática mais comum para lidar com a dor durante a menstruação após um aborto espontâneo é o uso de analgésicos especiais.

O mercado farmacêutico facilita muito o acesso a vários meios que eliminam o desconforto durante este período difícil. Substâncias ativas em drogas anti-inflamatórias têm a tarefa de suprimir a produção de prostaglandinas no endométrio do útero. Muitas vezes as mulheres usam No-shpu, Analgin, Took, Tempalgin, Ketanov. Mas qualquer medicamento deve ser prescrito por um médico, mas é impossível se automedicar.

Tratamento da menstruação dolorosa após aborto espontâneo

Há muitas maneiras de combater com sucesso a dor durante a menstruação após um aborto espontâneo, de modo que cada mulher que tenha enfrentado esse problema pode resolvê-lo individualmente. Se todas as tentativas feitas não forem capazes de eliminar a dor, você deve consultar um ginecologista.

Muitas vezes na luta contra a ajuda dolorosa da menstruação:

  1. Decocções de ervas, sua recepção deve começar alguns dias antes da menstruação esperada. Os mais recomendados são hortelã, erva-cidreira, camomila, alecrim, arruda comum.
  2. Banhos macios e quentes. Eles relaxam todo o corpo, portanto, têm um enfraquecimento de conseqüências desagradáveis ​​durante os primeiros dias da menstruação.
  3. É muito importante parar de tomar banho antes do início do sangramento após um aborto espontâneo, pois eles podem causar a gravidade dos sintomas associados à menstruação.
  4. Requer pouco esforço físico e movimento.
  5. Recomendamos o uso de uma massagem de relaxamento leve, que sempre tem um efeito positivo no corpo e até mesmo durante a menstruação.
  6. Um papel muito importante é desempenhado por uma dieta adequadamente escolhida e equilibrada. Em particular, alimentos ricos em cálcio devem ser usados ​​na dieta diária: leite, peixe, nozes, legumes e uma variedade de produtos lácteos.

A dor menstrual após o aborto espontâneo não deve ser subestimada. Em muitos casos, eles apresentam um problema doloroso que uma mulher deve lutar todo mês, então vale a pena fazer tudo para que esse período difícil traga o menor desconforto possível.

Recomenda-se não ignorar consultas com um ginecologista, que certamente encontrará uma solução para corrigir o problema.

Aborto espontâneo e seus tipos

Cada representante do sexo fraco pode perder um filho, independentemente de quanto tempo ela está grávida. O processo de restaurar o corpo feminino depois disso é bastante longo e ocorre de diferentes maneiras para cada menina. Depende tanto das características individuais do organismo como do tipo de aborto que ocorreu em uma mulher.

Para determinar com precisão quando o mensal após um aborto, é necessário determinar o seu tipo, as seguintes opções são encontradas:

  • Ameaçando.
  • Começou
  • Falhou
  • Realizado
  • Incompleto

Se uma menina sabe que ela está em uma posição por períodos muito curtos e ela tem uma mancha de repente, esses sintomas podem ser considerados um pré-requisito para a ocorrência de aborto espontâneo.

Muitas meninas que perderam um filho após a limpeza, imaginam quanto tempo levará o corpo para normalizar o ciclo menstrual. Na verdade, cada mulher é individual, portanto, o número de dias necessários para esse processo será diferente.

A natureza da primeira menstruação

Muitas vezes, os primeiros períodos menstruais após um aborto espontâneo são acompanhados por uma abundante descarga de sangue e isso não deve ser assustado. Literalmente em 2 meses, o ciclo menstrual normalizar-se-á e o volume de descarga diminuirá. No caso de você não ter visto nenhuma mudança, você precisa procurar ajuda de seu ginecologista, que determinará a causa exata de tais desvios.

Se o sangramento não parar por muito tempo e for acompanhado de dor intensa, a mulher precisará da ajuda de um especialista. Nesses casos, eles geralmente recorrem a um procedimento de limpeza.

Não tome para o início do sangramento menstrual, que começa apenas alguns dias após a cirurgia. Isso pode indicar que fragmentos do feto permanecem no útero, o que em breve levará à infecção do corpo feminino, se não se livrar deles.

A primeira alta após o aborto deve começar no máximo 21 a 35 dias após a limpeza cirúrgica. Este período será suficiente para restaurar o corpo depois de sofrer estresse. Mas este período não pode ser considerado a norma, tudo depende da saúde da mulher, da natureza da limpeza, etc., portanto, a duração do período de reabilitação pode variar.

Tipos de Períodos

Muitas vezes, o primeiro dia de hemorragia que acompanha este tipo de aborto é muitas vezes chamado de menstruação, mas isso não é totalmente correto. Não deve durar mais de 10 dias.

Naturalmente, esse sangramento não pode ser considerado o início de um ciclo menstrual normal, já que após esse estresse, o corpo feminino e os hormônios devem se recuperar, e isso levará algum tempo.

Após um aborto espontâneo, as seguintes variantes de descarga podem ser observadas:

  • 2-3 dias marcados pequeno sangramento, sem sentir a dor no abdômen.
  • A ocorrência de manchas de secreção marrom indica que esse processo será concluído em breve.
  • No caso de sangramento intenso, quando uma mulher perde cerca de 80-100 ml de sangue por dia, eles falam de um distúrbio disfuncional.
  • Se a descarga contém muco verde ou amarelo, isso indica infecção.

Perguntando quanto tempo deve ser alocado após o aborto, podemos dizer que o primeiro ciclo normalmente dura de 3 a 7 dias, mas não mais.

As razões para o possível atraso

Às vezes, após tal operação, há um atraso quando a menstruação não começa após 35 dias. Neste caso, a consulta do médico também é necessária. Tal atraso indica que a funcionalidade do corpo feminino não retorna ao normal e precisa de ajuda.

Não há razões especiais neste caso para preocupação, mas você ainda tem que passar por um exame e um exame de ultra-som, uma vez que é necessário estabelecer a razão pela qual os períodos mensais não vão.

Descarga perigosa

Apesar do fato de que o ciclo menstrual passou rapidamente por uma fase de recuperação, deve-se prestar atenção à natureza dos períodos menstruais após um aborto espontâneo em uma menina que passou por uma curetagem de resíduos de embriões do útero.

No caso em que o aborto espontâneo não ocorreu espontaneamente e a limpeza cirúrgica foi realizada adicionalmente, a descarga será muito forte, possivelmente com pequenos coágulos de sangue congelado.

Se essas secreções são marrom-escuras, com um odor desagradável e vêm depois de vários dias, você deve procurar ajuda médica imediatamente. Talvez nada de errado com isso, mas ainda precise de um exame adicional para excluir a sepse e a presença de detritos fetais no útero de uma mulher.

Além disso, o sangramento após um aborto freqüentemente leva a uma doença como anemia, que é caracterizada por uma grande perda de sangue.

Não menos perigosas são descargas muito escassas, especialmente se ocorrerem mais de 2 ciclos consecutivos ou se houver um atraso muito longo. Isso pode indicar a ocorrência de aderências no interior do útero. Sua presença no futuro impedirá uma mulher de se tornar mãe novamente.

Recomendações

O sangramento grave após um aborto espontâneo sugere que a mulher tem processos inflamatórios na fase de progressão ou doenças graves. Às vezes, pode até ser fatal, especialmente se você não for a um médico a tempo para a hospitalização e tratamento adicional.

Se não houver períodos menstruais após um aborto espontâneo, a mulher, além do exame ginecológico, recebe uma ultra-sonografia, que é feita a cada semana. Isso é feito para eliminar o possível risco de vida associado à infecção.

A fim de não agravar a condição do corpo feminino após sofrer estresse e melhorar rapidamente a situação, os ginecologistas experientes recomendam:

  • Não use tampões no primeiro mês após a cirurgia.
  • Recuse-se a fazer sexo por várias semanas.
  • Não use ducha sem receita médica.

Não se esqueça, o acesso tardio a um médico leva à infertilidade e ao desenvolvimento de outros problemas de saúde.

Quando a menstruação começará após um aborto espontâneo?

Dependendo do período em que a interrupção da gravidez ocorreu, o tempo de recuperação do corpo feminino, assim como o início da próxima menstruação, depende.

O corpo da mulher sofre menos estresse se um aborto ocorre nos estágios iniciais. Neste ponto, a preparação para o transporte está apenas começando. Se ocorrer um aborto tardio - entre 14 e 16 semanas - as mudanças são mais sérias e o período de recuperação é mais longo.

Idealmente, a menstruação deve começar dentro de 28 a 30 dias a partir do momento do aborto espontâneo. A descarga deve ser moderada, sem cheiro desagradável, por último não mais que uma semana. No caso oposto, você deve consultar um médico para descartar complicações.

Quando a primeira menstruação começa depois de um aborto depende dos seguintes fatores:

  • Idade gestacional. Se foi uma gravidez bioquímica, então não deve haver falha no ciclo. Se um aborto ocorreu antes de 12 semanas, a próxima menstruação deve ocorrer em 28 a 30 dias, mas pode haver atrasos de até uma semana ou até mais.

A primeira menstruação após um aborto espontâneo em um período tardio pode aparecer somente após um período de 1,5 a 2 meses, e por duas semanas após a interrupção, uma mulher pode ter uma descarga localizada como a lohia pós-parto.

  • Foi raspagem. A opção mais benigna é quando uma mulher tem um aborto espontâneo completo e não requer curetagem adicional do útero. Nesse caso, a probabilidade de violações do ciclo é menor. Se o aborto estiver incompleto ou atrasado, a curetagem é um procedimento diagnóstico necessário.
  • Houve disfunções antes. Se uma mulher sofre de falhas do ciclo regular, então não vale a pena esperar pelo primeiro período menstrual após um aborto espontâneo. O mais provável é que eles também venham com um atraso.

Veja neste vídeo sobre quando e o que deve ser mensal após um aborto:

Natureza da descarga

Acredita-se que em um mês ou dois - o período no final do qual a primeira menstruação começa, o corpo da mulher se recupera mais ou menos. Portanto, os dias críticos devem idealmente ser, como sempre, meses - moderadamente pesados, 5-7 dias, moderadamente dolorosos ou indolores, sem coágulos, de cor e cheiro normais. Os seguintes desvios são possíveis:

Aparece se uma mulher tem alguma doença concomitante, por exemplo, miomas uterinos, endometriose, malformações congênitas do útero. Também períodos abundantes podem ser se houver membranas fetais no útero.

Portanto, se for necessário substituir as almofadas “maxi” a cada duas ou três horas, é melhor consultar um médico, pois a condição pode ameaçar a vida da mulher.

Pode ocorrer no caso em que antes desta mulher não foi alocada secreções abundantes. Além disso, períodos escassos podem ser causados ​​pela remoção excessiva da camada interna do útero - o endométrio funcional.

A probabilidade disto aumenta com a raspagem repetida do útero, com congelamento.

O momento da normalização da menstruação após o aborto espontâneo

Após o término da gravidez, pequenas interrupções são permitidas para os próximos dois ou três ciclos. Mais freqüentemente ocorrem nas meninas que sofreram várias violações. Se o aborto foi acompanhado por algumas complicações, o tempo pode ser estendido para seis meses ou mais.

Это также будет надежной гарантией того, что новая беременность не наступит, пока организм не восстановится полностью. Начинать прием можно в день, когда зарегистрирован полный выкидыш или произведено выскабливание полости матки.

Когда можно планировать зачатие

Рекомендации по планированию новой беременности индивидуальны. Tudo depende da causa do aborto, bem como do estado de saúde da mulher. Os seguintes critérios são geralmente reconhecidos:

  • após a gravidez bioquímica - é permitido planejar no próximo ciclo,
  • após o aborto até 12 semanas - o período recomendado de proteção é de três meses,
  • após o aborto espontâneo de 14 a 22 semanas - o planejamento é melhor para ser adiado por quatro a seis meses.

Pin
Send
Share
Send
Send